Desabafo do dia das cem mil lágrimas, de Alexandre Bollmann

Desabafo do dia das cem mil lágrimas, de Alexandre Bollmann

Narração: Carmem Imaculada de Brito

Desabafo do dia das cem mil lágrimas, de Alexandre Bollmann

Vou dormir, viro pro lado

Calado diante de tudo que tenho lido,

Ouvido, escutado.

Vejo um povo sofrido, abandonado

Dono de uma dor indizível

E tudo isso parece invisível

Aos olhos de quem mais devia se importar

O poder que enxerga poeira no mar

Não consegue sequer fingir-se sensível

Quer tocar a vida, mas sem tocar a alma

Sem perceber todo o trauma

Tragédia, tristeza

Isso pra não dizer do medo, incerteza

De quando (e se) a tempestade passa

Dos cem mil motivos para ser compassivo

Revelar-se pessoa, coração de gente

Mostra-se indigente de solidariedade

Indiferente e, na realidade,

Sem capacidade para uma existência

Genuinamente humana.

= = = = = =

Edição e Divulgação: Frei Gilvander Moreira, da CPT, das CEBs, do CEBI, do SAB e da assessoria de Movimentos Populares, em Minas Gerais. Acompanhe a luta pela terra e por Direitos também via www.gilvander.org.br  – www.freigilvander.blogspot.com  www.cebimg.org.br  – www.cptmg.org.brwww.cptminas.blogspot.com.br   

No Instagram: Frei Gilvander Moreira (gilvanderluismoreira)

No Spotify: Frei Gilvander luta pela terra e por direitos

*Inscreva-se no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander , acione o sininho, receba as notificações de envio de vídeos e assista a diversos vídeos de luta por direitos sociais.

Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos. #DespejoZero #PalavraÉticacomFreiGilvander #ÁguasParaaVida #BarragemNão #FreiGilvander #NaLutaPorDireitos #PalavrasDeFéComFreiGilvander

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *