Latino-américa, Canção de Calle 13, de Rafael Ignacio, Arcaute, Eduardo Cabra e Rene Perez

Latino-américa, Canção de Calle 13, de Rafael Ignacio, Arcaute, Eduardo Cabra e Rene Perez

Narração:Carmem Imaculada de Brito

Latino-américa – Canção de Calle 13 -, de Rafael Ignacio, Arcaute, Eduardo Cabra e Rene Perez

Sou…

Eu sou o que deixaram

Sou toda sobra do que te roubaram

Um povo escondido, lá em cima

Minha pele é de couro, por isso aguenta qualquer clima

Sou uma fábrica de fumaça

Mão de obra camponesa para seu consumo

Frente fria no meio do verão

Amor nos tempos de cólera meu irmão

Sou o sol que nasce e o dia que morre

Com o melhor entardecer

Eu sou o desenvolvimento em carne viva

Um discurso político sem saliva

Os rostos mais bonitos que são conhecidos

Sou a fotografia de um desaparecido

O sangue dentro de suas veias

Eu sou um pedaço de terra que vale a pena

Eu sou uma cesta com feijões

Sou o Maradona contra a Inglaterra marcando dois gols para você

Eu sou o que sustenta minha bandeira

A espinha dorsal do planeta é minha cordilheira

Eu sou o que me ensinou meu pai

Quem não quer sua Pátria não quer sua mãe

Sou américa latina

Um povo sem pernas mas que caminha

Você não pode comprar o vento

Você não pode comprar o sol

Você não pode comprar a chuva

Você não pode comprar o calor

Você não pode comprar as nuvens

Você não pode comprar as cores

Você não pode comprar minha felicidade

Você não pode comprar minhas dores

Você não pode comprar o vento

Você não pode comprar o sol

Você não pode comprar a chuva

Você não pode comprar o calor

Você não pode comprar as nuvens

Você não pode comprar as cores

Você não pode comprar minha felicidade

Você não pode comprar minhas dores

Tenho os lagos, tenho os rios

Tenho meus dentes para quando sorrio

A neve que maquia minhas montanhas

Tenho o sol que me seca e a chuva que me banha

Um deserto embriagado com peiote

Uma dose de pulque para cantar com os coiotes

Tudo que necessito

Tenho meus pulmões respirando azul clarinho

A altura que sufoca

Sou os molares da minha boca mascando coca

O outono com suas folhas caídas

Os versos escritos sob a noite estrelada

Uma videira repleta de uvas

Um canavial sob o sol em Cuba

Sou o Mar do Caribe que vigia as casinhas

Fazendo rituais de água benta

O vento que penteia meus cabelos

Eu sou todos os santos que  penduraram no meu pescoço

O conteúdo da minha luta não é artificial

Porque o adubo da minha terra é natural

Você não pode comprar o vento

Você não pode comprar o sol

Você não pode comprar a chuva

Você não pode comprar o calor

Você não pode comprar as nuvens

Você não pode comprar as cores

Você não pode comprar minha felicidade

Você não pode comprar minhas dores

Não se pode comprar o vento

Não se pode comprar o sol

Não se pode comprar a chuva

Não se pode comprar o calor

Não se pode comprar as nuvens

Não se pode comprar as cores

Você não pode comprar minha’legria

Você não pode comprar minhas dores

Vamos caminhando no riso e no amor

Vamos caminhando no pranto e na dor

Vamos desenhando o caminho. O sol…

Não podes comprar minha vida

Minha terra não se vende

Trabalho bruto, mas com orgulho

Aqui se compartilha, o meu é seu

Este povo não se afoga com marullos

E se derrubar eu o reconstruo

Tampouco pisco quando te olho

Para que te lembre do meu sobrenome

A Operação Condor invadindo meu ninho

Perdôo, mas nunca esqueço

Vamos caminhando

Aqui se respira a luta

Vamos caminhando

Eu canto porque se escuta

Vamos desenhando o caminho

Vozes de um só coração

Vamos caminhando

Aqui estamos de pé

Que viva a américa!

Não podes comprar minha vida.

= = = = = =

Calle 13 – Latinoamerica (legendado)

Edição e Divulgação: Frei Gilvander Moreira, da CPT, das CEBs, do CEBI, do SAB e da assessoria de Movimentos Populares, em Minas Gerais. Edição: Nádia de Oliveira, colaboradora da CPT/MG. Acompanhe a luta pela terra e por Direitos também via www.gilvander.org.br  – www.freigilvander.blogspot.com  www.cebimg.org.br  – www.cptmg.org.br  – www.gilvander.org.br  – www.cptminas.blogspot.com.br  – www.freigilvander.blogspot.com.br  

No Instagram: Frei Gilvander Moreira (gilvanderluismoreira)

No Spotify: Frei Gilvander luta pela terra e por direitos

*Inscreva-se no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander , acione o sininho, receba as notificações de envio de vídeos e assista a diversos vídeos de luta por direitos sociais.

Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos. #DespejoZero #ÁguasParaaVida #BarragemNão #FreiGilvander #NaLutaPorDireitos #PalavrasDeFéComFreiGilvander #PalavraÉticacomFreiGilvander

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *