Poema “Cemitério de Sertão”, de Pedro Casaldáliga

Poema “Cemitério de Sertão”, de Pedro Casaldáliga

Narração: Carmem Imaculada de Brito

Poema “Cemitério de Sertão”, de Pedro Casaldáliga

Para descansar

eu quero só

esta cruz de pau

com chuva e sol,

este sete palmos

e a Ressurreição!

Mas para viver

eu já quero ter

a parte que me cabe

no latifúndio seu:

que a terra não é sua,

seu doutor Ninguém!

A terra é de todos

Porque é de Deus!

Para descansar…

Mas para viver,

terra eu quero ter.

Com Incra ou sem Incra,

com lei ou sem lei.

Que outra Lei mais alta

já a Terra nos deu

a todos os pobres

sem voz e sem vez;

que os filhos da gente

são gente também!

Para descansar…

Mas para viver,

terra exijo ter.

Dinheiro e arame

não nos vão deter.

Mil facões zangados

cortam para valer.

Dois mil braços juntos

cercam terra e céu.

Para descansar…

Cemitério de sertão.

Dom Pedro Casaldáliga foi “enterrado”, melhor dizendo, plantado, dia 12 de agosto de 2020, no “Cemitério Iny – Karaja”, à beira do Rio Araguaia, em São Félix do Araguaia, no Mato Grosso, cemitério dos sem terra, dos pobres, deserdados, excluídos, migrantes, operários, peões, boias frias, indígenas, assassinados pelos grileiros, latifundiários…

 = = = = = =

Túmulo de Dom Pedro Casaldáliga, no Cemitério dos pobres, em São Félix, MT, ao lado do rio Araguaia, Dom Pedro foi “sepultado”, melhor dizendo, plantado entre uma mulher prostituída e um peão boia-fria.

*Inscreva-se no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander, acione o sininho, receba as notificações de envio de vídeos e assista a diversos vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe.

Acompanhe a luta pela terra e por Direitos também via www.gilvander.org.br  – www.freigilvander.blogspot.com

No Instagram: Frei Gilvander Moreira (gilvanderluismoreira)

No Spotify: Frei Gilvander luta pela terra e por direitos

Sugerimos. #FreiGilvander #NaLutaPorDireitos #PalavrasDeFéComFreiGilvander #PalavraÉticacomFreiGilvander

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *