Vale massacrou Agricultura Familiar em Brumadinho, MG, e violenta Ponte das Almorreimas. Vídeo 3

Vale massacrou Agricultura Familiar em Brumadinho, MG, e violenta Ponte das Almorreimas. Vídeo 3 – 10/01/2020.

Na manhã do dia 10/01/2020, por várias horas o trânsito foi bloqueado em Brumadinho, MG, pelo povo golpeado pela Vale e Estado. Foi luta contra a os crimes da mineradora Vale que estão se reproduzindo e se multiplicando. Foi luta por justiça socioambiental. “Vale, não nos enrole!” é o grito geral.
A COMISSÃO DOS ATINGIDOS da barragem da Vale em Brumadinho realizou dia 10 de janeiro de 2020 uma manifestação no marco da entrada da cidade de Brumadinho, MG. “Conforme já é de conhecimento de todos os moradores de Brumadinho, a Comissão dos Atingidos, escolhida e reconhecida pelo Ministério Público durante a manifestação do dia 2/12/2019, reuniu-se na Sede do MP-MG, no dia 4/12/2019, com representantes das instituições de Justiça, advogados da Vale e Prefeitura de Brumadinho, quando foi entregue uma série de reivindicações dos atingidos, dentre as quais destacam-se: a continuidade das buscas de todas as pessoas não encontradas, a manutenção integral do auxílio emergencial para todos, o fechamento da mina da Jangada, a paralisação das violações de direitos na Comunidade de Ponte das Almorreimas, a contratação imediata das assessorias técnicas independentes, as necessidades dos agricultores afetados, a prestação de contas sobre os repasses de recursos feitos pela VALE para a Prefeitura etc. Nessa reunião ficou acertado junto às instituições de justiça que, no dia 19 de dezembro de 2019, a Vale e a Prefeitura dariam o retorno sobre as demandas da população. Mas, lamentavelmente, praticamente nenhuma das demandas foi atendida. A Vale sequer deu a resposta no dia combinado. Depois de matar cruelmente, em pouco minutos, 272 pessoas, além do rio Paraopeba, a biodiversidade e a paz de milhares de famílias, a Vale segue desrespeitando os direitos humanos da população. O que essa empresa fez é imperdoável e o que ela está fazendo é inaceitável. Reiteramos também que todos os acordos fechados até o momento, inclusive o QUE REDUZ O PAGAMENTO EMERGENCIAL, não tiveram a participação dos atingidos. Somos todos atingidos e atingidas. *O rompimento da barragem foi um crime/tragédia e exigimos REPARAÇÃO INTEGRAL: social, ambiental e econômica. Exigimos também JUSTIÇA: que todos os culpados sejam exemplarmente punidos; VERDADE: que a história seja contada realmente como ela ocorreu; e GARANTIAS DE NÃO REPETIÇÃO: para que os crimes cometidos nesse caso nunca mais se repitam nem aqui nem em qualquer outro lugar.” 

Bloqueio do trânsito em Brumadinho, MG, dia 10/01/2020: luta contra a mineradora Vale que continua crescendo os crimes socioambientais na região. A Comunidade de Ponte das Almorreimas está sendo “nova zona de sacrifício da Vale” com: a) Fazenda para cuidar dos animais feridos resgatados na lama tóxica; b) A Vale está transportando para Ponte das Almorreimas lama tóxica do córrego do Carvão; c) A Vale está fazendo nova captação de água no rio Paraopeba, acima de Córrego do Feijão, lá; d) Lá também será feito linha de transmissão. Bloquear o trânsito também por Luta por Justiça Socioambiental. Foto: A. Baeta.

#janeiromarrom #brumadinho #crimedavale #naofoiacidente #aguavalemaisqueminerio

Videorreportagem de frei Gilvander Moreira, da CPT, das CEBs e do CEBI. Filmagem, narração e edição: frei Gilvander. Brumadinho, MG, 10/01/2020.

*Inscreva-se no You Tube, no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander, acione o sininho, receba as notificações de envio de vídeos e assista a diversos vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos.

#FreiGilvander

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *