A matemática revela o conluio do Estado com o Capital.

A matemática revela o conluio do Estado com o Capital.

Por frei Gilvander Moreira.

Devemos fazer contas observando os dois lados da moeda. Eis dois exemplos gritantes, dentre tantos outros: O Jornal Nacional da TV gLobo informou hoje, dia 31/5/2017, que 156 mil pessoas morrem vítimas do tabaco por ano no Brasil. O Governo brasileiro recebe por ano 12,9 bilhões de reais de impostos sobre o comércio de cigarros, mas gasta 57 bilhões com o tratamento de doenças causadas pelo tabaco. Entretanto, o JN não informou que o desgoverno brasileiro furta do povo brasileiro 44,1 bilhões de reais para viabilizar a acumulação de capital pela transnacional British American Tobacco, que comprou a Souza Cruz, que era a maior produtora de cigarros brasileira.

A imprensa informou hoje também que o acordo de leniência feito entre a J&S, empresa transnacional controladora da JBS, dos irmãos Batista, prevê o pagamento de 10,3 bilhões de reais em 25 anos ao Estado brasileiro, sendo que 2,3 bilhões a própria JBS investirá em projetos sociais, para melhorar a imagem da empresa, obviamente. Esse total estipulado na negociação representa apenas 5,62% do faturamento livre de impostos registrado pelas empresas do grupo JBS em 2016, que foi de 170 bilhões de reais. Ou seja, esse acordo de leniência garante a não prisão dos Batistas e legaliza uma acumulação de capital da ordem de 159 bilhões reais apenas em 2016 e pavimenta legalidade para a JBS continuar lucrando/furtando/acumulando acima de 159 bilhões de reais por ano daqui para frente. Isso é acordo capitalista, que super-explora a classe trabalhadora e o campesinato brasileiro. Eis um sinal de que a corrupção é apenas a ponta do iceberg da superexploração que o capitalismo e os capitalistas, com as empresas cada vez maiores e transnacionais perpetram contra o povo. Assim, o Estado e a classe dominante continuam cuspindo no rosto do povo brasileiro. O povo tem o dever ético de reagir massivamente contra essa violência do capital e do Estado. Abraço indignado com essa violência institucionalizada. Frei Gilvander Moreira. www.gilvander.org.br

One comment

  1. concordo literalmente com o Frei Gilvander, os mais necessitados servem como escada na ganância desses desenfreados corruptos

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *