23/4/2018, três Vídeos: Pimentel, Kalil e a PM de MG fazem “sexta-feira da paixão” em Belo Horizonte. PM reprime professoras/res!

23/4/2018, três Vídeos: Pimentel, Kalil e a PM de MG fazem “sexta-feira da paixão” no centro de Belo Horizonte. PM reprimindo professoras/res! Que covardia!!!

Professoras/es da Educação Infantil da Rede Municipal de Educação da Prefeitura de Belo Horizonte, MG, na manhã de hoje, dia 23/4/2018, em greve, foram atacados covardemente e cruelmente, enquanto se manifestavam pacificamente na porta da Prefeitura de Belo Horizonte (prefeito Alexandre Kalil, do PHS), por forte aparato militar da tropa de choque da Polícia Militar de Minas Gerais do Governo de MG, Fernando Pimentel (PT). Com caveirão, bombas de gás lacrimogênio e spray de pimenta, a polícia Militar de MG reprimiu professoras/es, vários foram presos, após serem arrastados e quase asfixiados. Polícia reprimir professoras/es que educam crianças é repugnante, nojento, execrável, sem nenhuma justificativa. “Eu fico com a pureza da resposta das crianças” e com a luta justa e legítima das professoras!

Após conquistarem seus direitos, ao voltarem à sala de aula, as crianças perguntarão: “Professoras, por que a polícia militar bateu em vocês daquele jeito tão covarde, dia 23/4/2018?” As professoras dirão o motivo: “Nós, professoras/es da Educação Infantil da Rede Municipal de Belo Horizonte, estávamos simplesmente reivindicando de forma pacífica a equiparação salarial com as/os professoras/es do Ensino Fundamental”. Isso é legítimo.

Aliás, as/os professoras/es da educação infantil deveriam receber mais do que os deputados e secretários de prefeitos, assim como os garis deveriam receber mais do que os médicos, pois os garis, ao cuidarem do ambiente, cuidam da saúde de todos. Governos e policiais que batem em professoras/es não têm moral nenhuma e cometem atos de covardia.

Alegar que tinha que liberar a Avenida Afonso Pena é desculpa esfarrapada. Por que não desviam o trânsito? É pura truculência. Assim como se deram mal os podres poderes da política, da economia e da religião ao fazerem a sexta-feira da paixão, porque Jesus de Nazaré ressuscitou ao terceiro dia, na luta e na raça, as professoras/es do SIND-REDE escreveram hoje: haverá, sim, um domingo de ressurreição que as/os professoras/es da Educação Infantil estão construindo, com equiparação salarial com as/os professoras/es do Ensino Fundamental. Lutar não é crime!

Nossa admiração e apoio às/aos Professoras/es da Educação Infantil da Rede Municipal de Belo Horizonte e ao SIND-REDE. E nosso veemente repúdio a mais essa repressão nojenta. E mais, quem cumpre ordens injustas também comete injustiça.

Assina essa Nota Pública:

Comissão Pastoral da  Terra (CPT)

Belo Horizonte, MG, 23/4/2018 às 21h51.

Assista, abaixo, três vídeos que mostrarão por muitas décadas uma imensa injustiça acontecida em Belo Horizonte, MG, na manhã de hoje, dia 23/4/2018: Tropa de choque da PM de MG reprimindo professoras/es da educação infantil. 

 

One comment

  1. A injustiça, principalmente pela terra, é cada vez maior!
    Acredito eu que Deus deixou tudo pra seus filhos! Infelizmente os ganaciosos não respeitam isto e querem só pra eles, mas que bobagem, não irão levar nada daí, a não ser o julgamento Divino!!!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *