Vitória! Nossa luta fez a Heineken Brasil desistir de construir sua fábrica no sítio arqueológico de Luzia, em Pedro Leopoldo, MG!

Vitória! Nossa luta fez a Heineken Brasil desistir de construir sua fábrica no sítio arqueológico de Luzia, em Pedro Leopoldo, MG!

A luta aguerrida de entidades como o Centro de Documentação Eloy Ferreira (CEDEFES), a Subverta, o Greenpeace, voluntários e Friday for Future, a Comissão Pastoral da Terra (CPT/MG), moradores da região e ambientalistas em todo o país e exterior fez acontecer a intervenção do ICMBio, que foi fundamental para a paralização temporária e agora desistência da empresa Heineken de construir uma nova fábrica no Sitio da Lapa Vermelha, em Pedro Leopoldo, MG. Desde dezembro de 2020, em conjunto com o governador do estado, Romeu Zema, e facilitação da secretaria de meio ambiente do estado (SEMAD), o sítio arqueológico de Luzia, de 11,5 mil anos, e o sistema cárstico de Lagoa Santa corriam grande perigo, com as instalação e futuras atividades da fábrica da cervejaria Heineken. Nossa luta propondo inclusive boicote à Heineken levou à desistência da Heineken de construir no local. A cervejaria anunciou que desistiu de construir uma fábrica da Heineken em Pedro Leopoldo por causa da pressão que estava sofrendo e por outro imóvel em Minas Gerais, mais rentável para a empresa, a ser anunciando no começo de 2021. A Heineken anunciou que direcionará a produção e utilização dos recursos para sua unidade de Ponta Grossa (PR), pois sua capacidade de produção no Brasil se aproxima do máximo dada a infraestrutura atual. Prevalece o imperativo de crescimento produtivo atendendo ao interesse de acumulo do Capital. Além disso, a empresa anuncia sem mais detalhes doação de 300 mil reais para a preservação do sítio arqueológico em Pedro Leopoldo, devido às pressões externas e conjunturais por sustentabilidade ambiental. Reivindicamos que o dinheiro seja direcionado para recuperação das áreas já desmatadas pelo empreendimento e que o pagamento e gestão sejam integralmente realizados pela empresa, garantindo a reparação total das áreas afetadas.

Foi decisiva a organização e a luta do povo! Viva a luta popular e socioambiental! Só perde quem não luta ou desiste da luta. Com luta e com garra se conquista direitos.

Que beleza que nossa luta fez a Heineken desistir de se instalar em Pedro Leopoldo, MG, ao lado do sítio arqueológico da Luzia, de 11,5 mil anos, o que causaria uma brutal devastação ambiental e cultural. Exigimos que a Heineken não se instale em outro município em área onde causará devastação ambiental, histórica e cultural.

A luta continua!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.