Poema “Justiça?”, de Alexandre Bollmann

Poema “Justiça?”, de Alexandre Bollmann

Narração: Carmem Imaculada de Brito

Poema “Justiça?”, de Alexandre Bollmann

Trabalho no Judiciário, conheço profissionais sérios, competentes e que acreditam no que fazem. Mas esse poema brota do que sinto e do que enxergo. Um sistema de justiça (?) que é essencialmente desigual e funcional para os privilegiados da sociedade.

Justiça?

Eis a balança

Que não se cansa

De pesar mais

Para um só lado

Que olha o banqueiro

O empreiteiro

O dono do supermercado

Mas não enxerga o esfomeado

Para esse sempre é cega

E somente o enxerga

A lâmina de sua espada

Para os amigos, tudo

Para os inimigos, a lei

Para os miseráveis, nada.

Alexandre Bollmann

= = = = = =

Edição e Divulgação: Frei Gilvander Moreira, da CPT, das CEBs, do CEBI, do SAB e da assessoria de Movimentos Populares, em Minas Gerais. Acompanhe a luta pela terra e por Direitos também via www.gilvander.org.br  – www.freigilvander.blogspot.com  www.cebimg.org.br  – www.cptmg.org.brwww.cptminas.blogspot.com.br   

No Instagram: Frei Gilvander Moreira (gilvanderluismoreira)

No Spotify: Frei Gilvander luta pela terra e por direitos

*Inscreva-se no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander , acione o sininho, receba as notificações de envio de vídeos e assista a diversos vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos. #DespejoZero #PalavraÉticacomFreiGilvander #ÁguasParaaVida #BarragemNão #FreiGilvander #NaLutaPorDireitos #PalavrasDeFéComFreiGilvander

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *