O Voo da Primavera –  Filme-Documentário sobre a vida de Dom Tomás Balduíno Costa – “um fragmento histórico da luta pela terra e pelo território no Brasil”

O Voo da Primavera –  Filme-Documentário sobre a vida de dom Tomás Balduíno Costa – Um fragmento histórico da luta pela terra e pelo território no Brasil 

Em um tempo histórico em que o próprio Vaticano, por meio do Papa Francisco (o argentino Jorge Bergoglio), avança para uma teologia mais libertária, em coerência com o Projeto de Jesus de Nazaré, enquanto a extrema direita tenta avançar com seu fascismo e sua idolatria ao deus capital, em detrimento da vida humana e de toda a biodiversidade, é preciso fortalecer a luta coletiva, os movimentos sociais. Nesse sentido, lembramo-nos das as palavras memoráveis do nosso querido dom Tomás Balduíno Costa: “Direitos não se pedem de joelhos, se exigem de pé.” A Igreja em saída tão clamada pelo nosso querido Papa Francisco, mais que nunca, precisa colocar-se a caminho, ao lado dos empobrecidos, injustiçados, oprimidos; ao lado dos sem teto, sem terra, sem trabalho, sem dignidade. A Palavra de Deus, que é luz para a caminhada, proclamada nos templos, nas comunidades, nos círculos bíblicos, nos encontros…  precisa continuar no testemunho que anuncia, denuncia; precisa continuar na luta pela vida e “vida em abundância para todos e todas (Jo 10,10).”

Nesse contexto de fortalecimento da Teologia da Libertação, a ampliar o debate dentro e fora da Igreja, a inspirar as pessoas de boa vontade à luta necessária em defesa da dignidade humana e de toda a criação, torna-se imprescindível assistir ao Filme-Documentário sobre a vida de dom Tomás Balduíno Costa: “O Voo da Primavera”. Um trabalho produzido a muitas mãos e que durou cerca de 10 anos, o longa-metragem é um fragmento histórico “da luta pela terra e pelo território no Brasil, que retrata a resistência indígena, quilombola, camponesa e tem como linha condutora o trabalho de dom Tomás Balduíno, um dos fundadores da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e do Conselho Indigenista Missionário (Cimi).

A diretora do longa, jornalista Dagmar Talga, colaboradora da Comissão Pastoral da Terra (CPT),  conta que conheceu dom Tomás, ainda em 2006, durante as gravações de outro documentário, em Uberlândia (MG). Na oportunidade, Dagmar chegou a comentar com ele a possibilidade de lançar um produto (livro ou filme) sobre a vida dele. Dom Tomás imediatamente, conta ela, pediu para que não fosse biográfico e anotou uma lista com centenas de nomes de companheiros de caminhada que ele acreditava que fosse interessante entrevistar. Após definir ser um documentário, a equipe iniciou as gravações pela América Latina, a partir de 2009, embora alguns nomes da lista já tivessem morrido.

Em 2017, após realizar as gravações, o grupo contabilizou 120 entrevistados, entre os quais, apenas uma média de 30 deles foi utilizado no filme. “Com 89 minutos, o filme, conforme ele idealizou, não é uma biografia. Fala, através de depoimentos gravados, do trabalho que ele fazia junto ao povo da caminhada, a defesa pela reforma agrária e a luta por direitos humanos. Os depoimentos são de personalidades conhecidas, como Leonardo Boff e Carlos Rodrigues Brandão, além de outras personalidades”, pontuou a diretora do filme.

A diretora explicou ainda a escolha do nome do filme “Voo da primavera”. “Ele foi piloto por  40 anos, e devido à caminhada, voou para a democracia. Primavera era a música preferida dele“, explicou ela.

Confira: O Voo da Primavera

Produção Executiva: Essá Filmes, Comissão Dominicana deJustiça e Paz do Brasil, Gwatá/UEG, CPT, Diocese de Goiás, Família Dominicana,Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis/UEG.

Sinopse: A luta pela terra e pelo território representam um capítulo longo e violento da história brasileira. Essa história, que passa pelo avanço do capitalismo no campo, esteve permeada pela expropriação material e simbólica dos povos indígenas, das populações tradicionais e comunidades camponesas, além de ter resultado em milhares assassinatos durantes os conflitos no campo. Alguns setores da Igreja, a partir de grupos ligados à concepção da Teologia da Libertação, compuseram a raiz da luta pela terra, pelo território, pelo povo do campo e da floresta. Dom Tomás Balduíno, que atuou como Bispo na Cidade de Goiás entre 1967 e 1998, foi um personagem importante da resistência com o povo. O longa “O Voo da Primavera” representa um fragmento da luta pela terra e pelo território no país, revelando a resistência indígena, quilombola, camponesa e tendo como linha condutora o trabalho de dom Tomás Balduíno.

Fonte:

Universidade Federal de Goiás https://www.ufg.br/n/106058-filme-sobre-dom-tomas-balduino-e-lancado-em-goias
Descrição do vídeo no Youtube

https://www.youtube.com/watch?v=QBtRNO15Lq8&t=18s

https://www.youtube.com/watch?v=QBtRNO15Lq8&t=18s
O Voo da Primavera – Documentário-Filme sobre a vida de dom Tomás Balduíno Costa – “Um fragmento histórico da luta pela terra e pelo território no Brasil”.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *