Poema “Sem terra”, de Luz, T. A.

Poema “Sem terra”, de Luz, T. A.


Narração: Carmem Imaculada de Brito

Poema “Sem terra”, de Luz, T. A.

Uma terra sem povo,

Para um povo sem terra,

Que carrega nos olhos

A esperança viva

Da posse da terra.

Que luta bravamente

Pelo pedaço de chão

Para produzir os frutos

De libertação.

É preciso rebeldia de ocupar,

E a resistência de conquistar

A terra para todos trabalhar.

Mesmo que o  caminho seja  extenuante,

Brilha ainda nos olhos dos companheiros

A certeza da vitória do combate itinerante.

Quando as barreiras e cercas

Dos  latifúndios caírem então

A propriedade será em comunhão.

Repartir a terra,

Para multiplicar o pão,

Pois é muita terra

Em poucas mãos,

E muitas mãos sem terra.

Em 21 de janeiro de 1984 nasce o MST, há 37 lutando pela terra, reforma agrária e transformação social, são quase quatro décadas de luta por justiça social, por uma reforma agraria popular, defendendo sempre a nossa democracia e os menos favorecidos do campo. Vida longa ao MST!

Quinta-feira, 21 de janeiro de 2021.

= = = = = =

Edição e Divulgação: Frei Gilvander Moreira, da CPT, das CEBs, do CEBI, do SAB e da assessoria de Movimentos Populares, em Minas Gerais. Acompanhe a luta pela terra e por Direitos também via www.gilvander.org.br  – www.freigilvander.blogspot.com  www.cebimg.org.br  – www.cptmg.org.brwww.cptminas.blogspot.com.br   

No Instagram: Frei Gilvander Moreira (gilvanderluismoreira)

No Spotify: Frei Gilvander luta pela terra e por direitos

*Inscreva-se no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander , acione o sininho, receba as notificações de envio de vídeos e assista a diversos vídeos de luta por direitos sociais.

Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos. #DespejoZero #PalavraÉticacomFreiGilvander #ÁguasParaaVida #BarragemNão #FreiGilvander #NaLutaPorDireitos #PalavrasDeFéComFreiGilvander

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *