XIV Grito dos Excluídos em Belo Horizonte/MG – 1ª Parte – 07/9/2018.

XIV Grito dos Excluídos em Belo Horizonte/MG – 1ª Parte – 07/9/2018.

 Milhares de pessoas foram às ruas de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, nesse 7 de setembro de 2018, fazendo ecoar o 24º Grito dos Excluídos: “Vida em primeiro lugar! Desigualdade gera violência: basta de privilégios!” A data, que deveria ser a celebração da liberdade e da independência do Brasil, torna-se uma data histórica de luta por direitos, ainda mais nesse tempo pós-golpe, que fez surgir um tempo sombrio para a democracia, para a soberania do país e do povo brasileiro. Tempo de retirada de direitos, de criminalização dos movimentos populares, de violência crescente no campo contra trabalhadores/as rurais e Comunidades Tradicionais, de taxa assustadora de desemprego, de descaso com o Patrimônio Histórico e Cultural do país, de destruição da Natureza, com o desrespeito à Mãe Terra e à Irmã Água, dons do Deus da Vida, direitos de todos e todas, tratadas como mercadorias para alimentar o capitalismo e os capitalistas. Tempo que, com tristeza, vemos o Brasil destacar-se como o 3º país em desigualdade social e voltar a integrar o Mapa da Fome. Enquanto isso, a classe dominante, com seus grupos extremistas, motivados pelo poder do capital, fomenta o preconceito, o ódio, a discriminação contra negros, indígenas, quilombolas, LGBTs, povos periféricos… Um país em chamas. Chamas que tentam avançar queimando a dignidade do povo brasileiro e suas conquistas históricas. Mais que nunca, é preciso fazer desse tempo o tempo de mobilização popular, de união das forças vivas da sociedade e das Igrejas, de todos os que lutam por direitos, em defesa do bem comum. O Grito dos Excluídos faz ecoar a voz de todos os que defendem uma Pátria verdadeiramente livre e resistem e seguem firmes nessa luta por uma sociedade justa, fraterna e solidária; uma Pátria, verdadeiramente de todos e todas; para todos e todas.

*Reportagem de frei Gilvander Moreira, da CPT, das CEBs e do CEBI. 1ª Parte.

Edição de Nádia Oliveira, da Equipe de Comunicação da CPT-MG. Belo Horizonte, 07/9/2018.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *